quinta-feira, 5 de outubro de 2006

Luan Sampaio. Grande amor.


Texto de Luan Sampaio, 15 anos:



“fELIZ ANIverSARiO.....
parabens...
tDb!
eu te amo mais que sua mae, seu pai, seus irmaos e Joe juntoooo...
hahaha...imaginou??!!
CArpe Diem...hihihihih huhuhuhuh

oBS::
te amo muito....
E queru bolo tb.
E brigadeiro tb.
E queru coxinha tb.
E kibe tb.
Enfim, quero tudo tb!!
kkkkkkkkkkkkkkkk
(que feio esse meu poema).”

.......................................................................................................................................

Minha tradução:

Feliz aniversário!

Parabéns!

Tudo de bom.

Eu te amo mais do que sua mãe, seu pai, seus irmãos e mais do que Joe lhe amam. O amor deles juntos. Rs. Imaginou??!!

Aproveite o dia! (Risos).

Observe:

Eu te amo muito...

E quero bolo também.

E quero brigadeiro também.

E quero coxinha também.

E quibe, também.

Enfim, quero tudo também!!!

(Risos).


........................................................................................................................

Amei as 250 mensagens que recebi pela Internet no dia do meu aniversário.

Joe blogou um texto que me fez chorar e ficar com vergonha até agora. Rs.

O texto acima é de Luan Sampaio, meu sobrinho-filhinho.

Eu amo Luan.

Amo como se fosse sua mãe. É um sentimento que não dá pra explicar, não.

É por isso que estou cumprindo o que lhe prometi: estou blogando ipsis literis

seu lindo poema de adolescente soteropolitano que, embora esteja na cidade grande e viva a correria das metrópoles compreende que amar está num lugar de excelência na vida da gente.

O importante dos nossos textos, Lu, é que façam parte do que temos de mais precioso em nossa existência. Sejam eles bem elaborados e compostos por palavras rebuscadas ou sejam eles assim: escritos com tanta espontaneidade e beleza adolescente.

Estou blogando seu texto, Luan, porque você expressou, do seu jeito, um sentimento tão importante e urgente em nossos dias que não dá pra não considerar que é um dos textos mais ricos e bonitos que já recebi em toda a minha vida.

Blogo o seu texto porque você fez e faz parte significativa de minha existência. Porque cada vez que você – e Netinho – me dão carona de bicicleta estão afirmando através da força física do pedal ciclista: “essa gatinha aqui é minha tia. E eu a carrego. A amo.” E isso pra mim não tem preço, Bimbo!

Registro na Net seu texto na busca de perpetuar nosso amor num âmbito mundial. Eu acredito que, de alguma forma, quando nós não existirmos mais, daqui a cem anos, alguém vai abrir por acaso o meu blog e perceber que um sobrinho amou tanto uma tia que, aos quinze anos de idade se esforçou para escrever-lhe um poema.

Não, Binho! Isso não é “pagar mico”. E se for, eu quero “pagar gurilas”. Quero registrar toda e qualquer expressão do que nos faz grandes, do que nos faz pessoas especiais, insubstituíveis, únicos. Entendeu?

Eu tenho orgulho de ser sua tia!

E obrigada pelo lindo poema.

Marcadores: ,

1 Comentários:

Anonymous Luan disse...

É tao bom compartilharmos nosso amor!!!
Sinto que sem ela não viveria com tanta intensidade...pois toda minha familia mim da estímulo para
estudar, ser uma boa pessoa, "viver".
Minha tia é uma pessoa que tem uma personalidade adolescente que nos entende e nos da conselhos que serve como base de nossa vida!!
Agradeço a ti tb por tudo isso!

Te amo.

Luan

5 de outubro de 2006 19:22  

Postar um comentário

<< Home