sexta-feira, 20 de janeiro de 2006

Sem lenço, sem documento...


A porta se fechou.
Quase poética esta afirmação.
Poesia lembra beleza, romanticidade.
Mas se um dia você se vê solto no mundo, sem ter pra onde ir, sem condições financeiras de objetivar propriamente seu novo espaço, sem ter direito onde comer... Sem seus livros, roupas, suas coisas... Sem endereço, sem seu lugar?
Isso acontece com pessoas que se separam, que rompem relações. O preço é alto.
Perdido no mundo. Como quem se afoga e não encontra chão para pisar. Agonia.
Tenho pena das pessoas que já viveram momentos assim. Amo três pessoas que já passaram por isso: meu irmão, minha mãe e um amigo que muito amo. Eu gostaria de fazer o tempo voltar para poder orar mais por eles. Cuidar melhor deles.
Pouca gente pode ajudar.
Essa sensação não é boa.
Um dia passa.

Marcadores: , ,

1 Comentários:

Blogger Joe Edman disse...

Como disse em sua última canção o Sérgio Pimenta: "Só quem sofreu pode avaliar quem sofreu. Pode se identificar, pode ter o mesmo sentir...".

Tudo vai dar certo tá? As coisas se arranjam. A natureza sempre encontra um meio...

Um beijo!

20 de janeiro de 2006 21:17  

Postar um comentário

<< Home