sábado, 9 de outubro de 2010

Outubro ressignificado


Instituíram que outubro é nosso mês, o mês das Crianças.

Vamos aproveitar o embalo para tentarmos ressignificar - diriam os Psicanalistas - os vários bichos-papões desse momento que está mais para Hallowen do que propriamente para o mês dos pequeninos, que precisam de paz e sossego para dormirem bem e terem seu desenvolvimento saudável. Já ouvi dizer que não é bom atormentar os ânimos dos pequenos com estórias ou histórias monstruosas.

O FMI e o Banco Mundial estão em reunião lá longe. Num mundo tão tão distante daqui do Brasil. Eles seriam, para facilitar a compreensão da gente, como o Lobo Mau. Mas um é o Lobo Mau da Chapeuzinho Vermelho. Tem lá suas próprias características. Já o BM, não. É o Lobo dos Três Porquinhos. A gente leva a vida inteira sem saber se são diferentes, embora lá no fundo a gente desconfie que são a mesma coisa. Quem poderia nos explicar melhor, Senhores economistas?

Depois vem a queda do dólar que não pára de cair, assustando o mundo inteiro. A queda do dólar, dizem, começou junto com a crise imobiliária nos Estados Unidos. Isso nos faz lembrar dos três porquinhos e seu velho problema com habitação?

Há pouco tempo nós pensaríamos em ficar felizes com o evento da queda do dólar, visto que estaríamos vendo a derrota da Madrasta que sempre quis roubar de nós nosso querido papaizinho-poder - que nos dava a impressão de que nos amava de verdade. Mas agora a gente não pode querer que a rica Madrasta se prejudique pois isso vem acontecendo há algum tempo e a gente fica desempregado, com sérios problemas econômicos mundiais. Como assim, D. Madrasta? Você nos ensinou que se lhe obedecêssemos nós íamos nos dar bem. Eu não estou entendendo mais nada.

Desde a história de Joãozinho e Maria nós andamos sendo enganados pela Bruxa Má. Ela nos dava comida dizendo que íamos engordar mas no fundo ela queira mesmo era fazer de nós um prato suculento. O vínculo entre a Bruxa Má e a Má-drasta foi estabelecido para sempre no nosso inconsciente coletivo: nós temos medo de vocês e pronto.

E a China que anda dificultando as coisas? Até pouco tempo vocês só tinham os olhinhos fechados e uma cultura rica e interessante que nos fascinavam. Agora andam querendo controlar e já são a Segunda Potência Mundial. O mundo inteiro está pedindo que flexibilizem os direitos humanos e vocês - talvez por terem mesmo os olhinhos tão bonitos mas tão fechadinhos, não nos atendem. Os Lobos acima lhe pedem tanto, meninos! Pelo menos nesse sentido, ouçam-nos! A estrada, certamente, neste caso, não será a mais curta, não!

Até então o que eu sabia de flexibilidade estava ligado ao tapete voador. A gente, com ele, podia deslizar de um lugar para o outro com grande prazer e era muito rápido. Agora esse tapete tem outro nome e não é tão agradável como outrora. É a ciranda especulativa que ora quebra os senhores das potências mundiais, ora lhes dá mais poder do que nunca. No mínimo esse tapete atualmente nos gera medo e ansiedade.


Então a Bruxa Má, os Lobos, as Madrastas mundiais e todos os bichos que nos amedrontavam outrora tomaram outros e novos rumos, formaram outras e complicadas histórias nos levando a medo e a ansiedade. Medo pelo que já vimos acontecer à nossa frente como desemprego, inflação, recessão, apertos de todos os lados. Ansiedade por não sabermos como será daqui para frente.

Olhar pelo aspecto do bom humor e da esperança por dias melhores já me ajuda a conviver com tudo isso. Mas se eu já não estou conseguindo ressignificar ou elaborar tantas informações amedrontadoras, por favor, parem de nos contar essas histórias macabras ou vamos precisar de muito mais divãs para darem conta de nossas emoções! É noite mundial e eu preciso dormir. u

Marcadores:

1 Comentários:

Anonymous Prof. Cida disse...

Olá. Ieda achei seu blog no goole e gostei dos seus textos, estou levando um para o meu blog, com os devidos creditos, venha conhecer os meus blogs tbm:http://dialogoeducacao.blogspot.com/
http://profcidadialogoeducacao.blogspot.com/
Parabéns!!

23 de outubro de 2010 14:49  

Postar um comentário

<< Home